Você dorme bem? Você acha que dormir é perda de tempo? Afinal, porque dormimos? Observe o dia seguinte após uma noite mal dormida. A irritação aumenta, o foco e a atenção diminuem. O trabalho não rende, nem os estudos.

O sono é essencial para um cérebro eficiente e para a saúde do corpo. Durante o sono as memórias são consolidadas, o corpo relaxa e se recupera.

O sono serve como um antídoto ao envelhecimento, previne doenças, traz mais calma e equilíbrio ao dia e diminui o stress.

Qual o tempo ideal de sono para cada pessoa? Depende da fase da vida, mas sabe-se que o ideal é de 8 a 10 horas diárias. Porém temos que pensar também na qualidade deste sono, que deve ser profundo e reparador.

A pessoa precisa acordar se sentindo disposta e refeita. E não é fácil! A sociedade digital nos cobra conexão permanente, e aquela “espiadinha” no Facebook antes de dormir prejudica demais o início do sono.

Além de buscar hábitos mais saudáveis, precisamos ter consciência do funcionamento de nosso cérebro, que é o responsável por controlar todo o mecanismo do sono. Ele produz quatro tipos diferentes de ondas, que devem ser geradas na ordem e intensidade adequadas para um sono de qualidade.

Quem sofre de alteração no sono deve procurar tratamento para ajudar na solução do problema. Um dos tratamentos possíveis é através  do Neurofeedback, que é uma técnica inovadora utilizada para tratar várias disfunções do cérebro, dentre elas a alteração do sono. Com esta técnica é possível mapear as ondas cerebrais, identificar o que está errado, e atuar na sua correção.

 

DSCF0445

Márcia Regina Paludo
CRP 07/05288
marcia.paludo@terra.com.br